Browsing Tag

Cirurgia Plástica

    Beleza Dicas

    Dicas para Escolher o seu Cirurgião Plástico

    10 de maio de 2019

    Muitas mulheres esperam anos para finalmente realizar uma cirurgia plástica. Entretanto fazer uma cirurgia plástica envolve muito cuidado e atenção, pois vários fatores devem ser analisados antes de tomar a decisão final. Dentre as dúvidas, a mais importante é como escolher um cirurgião plástico para fazer a cirurgia.

    Essa escolha é uma das mais importantes, pois isso pode influenciar diretamente o resultado estético e a segurança da paciente na cirurgia. Escolher um cirurgião certo, pode diminuir o risco de futuras complicações.

    É pensando nisso que separamos algumas dicas para te auxiliar nessa escolha tão importante. Para saber mais, leia o nosso artigo.

    Uma indicação pode ajudar | Se você conhece alguém que já fez alguma cirurgia plástica, é importante falar com ela. Além de tirar suas dúvidas, ela pode lhe indicar o cirurgião plástico com quem ela se consultou e fez a cirurgia. Há várias coisas que só quem passou pela cirurgia pode aconselhar.

    Outra ideia é conversar com pessoas que já fizeram cirurgia com o médico que você escolheu. Procure grupos na internet que tenham como foco pessoas que já fizeram alguma cirurgia plástica, isso pode lhe trazer algumas opções de médicos.

    Confira o cadastro do médico | Todos os médicos devem estar regularmente cadastrados e com a carteira ativa no CRM (Conselho Regional de Medicina). Também é possível consultar o registro do médico especialista na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica através do próprio site da SBPC. Isso vai lhe trazer confiança e garantir que o seu médico tem licença e todo o conhecimento e treinamento necessário para atuar na área.

    Marque uma consulta com o médico especialista | Uma maneira simples de escolher o seu cirurgião é marcar uma consulta. O ideal é escolher pelo menos três médicos e ir conversar com ele, assim você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre a cirurgia plástica que deseja realizar.

    O médico também poderá indicar qual o procedimento e método mais adequado para você de acordo com a sua particularidade. Isso vai ajudar a você escolher qual médico lhe agradou mais. Não tenha medo ou vergonha de tirar todas as suas dúvidas na consulta.

    Vá com um acompanhante na consulta | Um acompanhante, como por exemplo um familiar, pode te auxiliar na escolha do seu cirurgião. Ela pode lembrar de alguma coisa que você tenha esquecido de mencionar. Além disso, o médico pode fazer algumas perguntas sobre doenças e problemas de família, que podem precaver complicações durante o procedimento. Mas lembre-se de não deixar o seu acompanhante interferir no que você realmente quer. Uma companhia tendenciosa, pode desmotivar ou influenciar negativamente na sua decisão.

    Alguns casos merecem atenção redobrada | Caso o médico prometa resultados revolucionários, não solicite exames antes da cirurgia ou valor cobrado seja muito  baixo em relação aos outros médicos, cuidado.

    O médico sempre vai conversar e expor os riscos e complicações. Ele deve falar de forma realista como vai ficar o resultado, pois não existe nenhuma garantia que vai ficar totalmente como o esperado.

    O menor ou maior preço também não significa qualidade, por isso fique atenta. Sua escolha deve ser em relação a afinidade e qualificação do médico.

    Diversos exames devem ser realizados, como hemograma e coagulação sanguínea. Além disso, dependendo do procedimento, o médico pode indicar exames de imagem, como tomografia. Isso vai ajudar a diminuir o risco de qualquer complicação durante o procedimento.

    Pré-operatório e pós-operatório | Os momentos pré e pós operatório são determinantes em uma cirurgia plástica. É nesse momento que você evita complicações para que os resultados fiquem dentro do esperado. Por isso, essa parte é de extrema importância. Confira qual o apoio a clínica ou hospital oferecem nessas duas etapas.

    É importante deixar bem claro, que o trabalho do médico durante a cirurgia é muito importante para o resultado, mas o que é determinante, são os cuidados da paciente durante o pós operatório. Se ela não for cuidadosa, toda a cirurgia pode não gerar resultados.

    Pacientes de risco não devem fazer o procedimento | Grupos de risco são pacientes que têm alguma doença que aumenta o risco de problemas antes, durante e depois da cirurgia. Pacientes com doenças autoimune, problemas cardíacos, com diabetes, cicatrização, queloide e fumantes estão entre os grupos de risco.

    Se você está entre os pacientes de risco, você deve avisar o médico para que ele de alguma forma possa minimizar o problema antes da cirurgia. O médico vai avaliar cada caso para informar se o paciente pode ou não fazer a cirurgia para evitar futuros problemas.

    Veja o contrato com atenção | Na última consulta será emitido um contrato com todos os detalhes da sua operação. Leia tudo com calma e confira que todos os requisitos que foram prometidos vão ser cumpridos. É importante conferir, por exemplo, se você tem direito a cirurgia de reparação ou não.

    Locais adequado para realizar o procedimento | A cirurgia plástica deve ser realizada em um local adequado, com todos os equipamentos necessários e com uma equipe preparada e qualificada. Desconfie se o procedimento for realizado no próprio consultório do médico. O local adequado vai ajudar a prevenir complicações e reduzir os riscos da cirurgia. Algumas cirurgias tem efeitos graves e que se não forem realizados com cuidado podem ser fatais, por isso todo cuidado é pouco.

    Confira o anestesista | Esse parte é muito importante, pois a maioria das pessoas que passam por uma cirurgia plástica tem medo da anestesia. Converse com o anestesista, isso vai lhe dar mais segurança sobre a equipe médica e tirar o seu medo.

    Pense com calma e sem pressa | Após seguir todas essas dicas é possível que você tenha encontrado o seu cirurgião plástico. Faça uma reflexão sobre ele e se você se sentir segura. A escolha correta é fundamental para aumentar as chances de atingir um resultado bom e evitar complicações.

    Lembre-se que cada caso é um caso e o seu deve ser analisado separadamente, por isso, é importante que não fique comparando resultados e não espere que o seu fique exatamente igual a outros, pois pode acabar se frustrando.

    Fonte: Julia Duda |Marketing Digital, AesCare | marketing@aescare.com | marketing@aescare.com