Porta Retrato

Abra Janelas e Portas para Março

1 de março de 2019

Fotografia | Leila Lindiana

“…É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã | É um resto de mato na luz da manhã | São as águas de março fechando o verão | É a promessa de vida no teu coração”…

A música Águas de Março, composição de Tom Jobim, interpretada por Elis Regina é um clássico da MPB, para quem não sabe Tom compôs a música em meio à um período de repressão militares no Brasil durante o período da ditadura, mas Tom Jobim quase nunca é citado entre tantos outros.  Águas de Março é uma descrição de elementos que Jobim via no ambiente rural com o sentimento que ele estava vivendo na época.

Além dos militares, outra coisa assombrava Jobim durante o período que a música foi composta. Em uma entrevista para a revista PlayBoy, tom afirmou que na época em que compôs águas de março o médico lhe disse que iria morrer de cirrose. Imagine que você é o Tom, depois de um dia cansativo de trabalho, desanimado com a vida e com medo de morrer, senta em uma cadeira em uma varanda de casa de sítio, e começa a cantar o que você está vendo e pensando…

Bom, sabendo desse cenário e fazendo esse exercício, escutar esse clássico da música brasileira pode sim, nos encher de esperanças frente aos novos dias de Março. Foco nesse trecho da música: “São as águas de março fechando o verão / É a promessa de vida no teu coração”.

Mas ainda não é tudo, para melhorar ainda mais nossa relação com esse período de 31 dias, ilustro com essa pequena poesia da Miryan Lucy Rezende e a fotografia da Leila Lindiana.

“Abro janelas e portas para Março, que vem com suas águas de fechar verão.

Com sua chave dourada de abrir outono.

Que pinta a minha vida com uma luz tão linda, que escorre das folhas, das fotografias e cai como chuva de fim de tarde sobre as minhas palavras.
Bem-vindo, Março.

Chegue bem.

Que suas águas aumentem meu curso, me façam mais profunda pra que eu continue rio que não corre em vão!”

Miryan Lucy Rezende

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM