Dicas

Midfulness | Atenção Plena

9 de janeiro de 2020

Estou lendo o livro Atenção Plena – Mindfulness, dos autores Mark Williams e Danny Penman e olha, recomendo. O tema é atual, questionador, você vai percebendo coisas que antes não percebia, como o que tira seu foco.

Estar no momento presente, é isso que a Atenção Plena pede. Quando eliminamos as distrações possuímos mais facilidade em focar no momento presente.

Ao realizar tarefas simples, como escovar os dentes, tomar banho ou lavar uma louça você está focado 100% naquele momento?

Ou você sente que está fazendo as coisas em “piloto automático” e fica pensando no que tem que fazer, com a mente divagando?

Não sei qual a sua resposta, mas o fato é que a maioria de nós, se identifica mais com o segundo caso, porque a nossa mente é cheia de distrações.

Um exemplo é quando você está focado trabalhando ou estudando e de repente começa a prestar atenção no mosquito que entra na sala, lembra das contas que precisa pagar, da consulta médica que esqueceu de marcar ou confere as notificações do celular.

Saiba que eu / você não somos “diferentões”, essas situações acontecem por distração e por falta de consciência do momento presente.

Devido a correria do dia a dia e as muitas tarefas a serem feitas, a maioria das pessoas vive assim, colhe os prejuízos e segue a vida, sem nem se dar conta.

Estamos constantemente preocupados com o futuro, lembrando do passado, divagando ou pensando em mil coisas e assim não estamos plenamente conscientes do momento presente e das coisas que realmente estamos fazendo.

A falta de consciência pode fazer com que momentos importantes da nossa vida simplesmente passem e, ainda ocasionar estresse, ansiedade e comprometer a produtividade.

Uma técnica que vem sendo usada é o Mindfulness ou Atenção Plena, onde o objetivo é sair desse estado de falta de consciência e viver uma vida consciente do momento presente, dos seus sentimentos e sensações.  É focar no hoje, sem deixar o passado ou o futuro te afetarem, tornando sua mente mais desperta e saudável, sendo sua aliada.

Alguns famosos, como Gisele Bundchen, Oprah Winfrey, Richard Branson (mega empresário e fundador do grupo Virgin), Jack Dorsey (co-fundador do Twitter), Warren Buffet (investidor e filantropo americano – um dos homens mais ricos do mundo) são adeptos da Atenção Plena.

O que acontece é que nosso cérebro está sempre em busca de prazer e conforto. Isso quer dizer que quanto menos decisões conscientes tivermos que tomar, menos energia mental vamos gastar e, consequentemente, mais conforto para o cérebro. O Mindfulness vai ajudar a perceber esse comportamento e sair dele. No início vai ser desconfortável, mas depois é transformador.

Relacionei algumas dicas simples, todas conhecidas sobre como a Atenção Plena age em nós, quando a praticamos.

Empatia e Paciência | A reação de uma pessoa dentro de um carro durante um engarrafamento, é de estresse, porque começa a pensar tem no que tem pra fazer, sentir frustração porque sente que está perdendo tempo, sentir raiva, etc.

Essas reações só pioram algo que já está ruim. Aí que o mindfulness pode te ajudar. Você pode pensar: Bom, estou preso no trânsito, não há nada que eu possa fazer. Qual será a causa? Pode ser um acidente. Poderia ser inclusive eu ou algum conhecido. É justa minha atitude de agressividade?

Quando tomamos consciência e focamos no momento presente, percebemos coisas que até então passariam despercebidas, identificamos sensações e emoções em nós. Assim, tudo pode ser reconfigurado. Com essa consciência compreendemos que existe uma realidade que está fora do seu controle.

Autocontrole das Emoções | Identificar nosso estado emocional, motivações e intenções é essencial para ter uma vida equilibrada. Saber como nos sentimos, o por quê de se sentir assim e os impulsos pode evitar a tomada de decisões erradas. Assim, quanto mais consciência ganhamos, mais autocontrole temos.

Produtividade | Como alguém pode ter uma boa performance se está com a mente no passado, no futuro, pensando em coisas que devem ser feitas e divagando? Foi feito um estudo na Universidade de Harvard que chegou a conclusão que durante 47% do tempo a nossa mente está totalmente distraída, vagando por aí.

Isso mostra que perdemos metade da nossa vida sem realmente viver no momento presente, e consequentemente sem atingir os resultados que poderíamos.

Precisamos de treino diário de foco, porque estamos sempre tentando fazer várias coisas ao mesmo tempo e estamos sempre nos distraindo com redes sociais.  Verdade seja dita. Uma vez no “aqui e agora”, conseguimos deixar qualquer outra pendência e pensamento em segundo plano. Assim, executamos o nosso máximo e os resultados são muito acima do esperado.

Meditação | Os benefícios da meditação são fantásticos. É comprovado cientificamente. Dá para começar com 5 minutos diários e a medida que evoluir, dá pra fazer no trabalho ou andando pela rua, por exemplo.

Com a meditação, nos preparamos  melhor para uma reunião, para o dia que está começando, para uma entrevista, um encontro, etc.  Existem aplicativos que ajudam na meditação guiada, como o Headspace, o Vivo Meditação e o Insight Timer.

Técnicas de Respiração | São usadas para momentos de ansiedade, estresse e perda de foco. Nos ajudam ficar calmo e centrado.

Como fazer  | Tente ir para um lugar tranquilo, foque na respiração, faça o ciclo longo e profundo, esse exercício deve ser praticado sempre que sentir estar perdendo o foco. Respire fundo até perceber que seus batimentos cardíacos estão mais calmos.

Para finalizar, se conseguirmos seguir esse mínimo proposto, está ótimo. Leia com atenção:

Quando estiver fazendo algo, tente focar ao máximo somente naquilo. E se sua mente divagar, (o que é normal), traga ela de volta.

Por exemplo, ao fazer uma refeição, se concentre somente naquilo: sinta o gosto da comida, saboreie, se perceba mastigando, sinta seu corpo. Ao pensar em algo, sinta suas emoções, sinta o porquê de estar daquele jeito, o porquê de sentir aquilo.

Permita-se sentir suas emoções. Você não precisa lutar contra elas, e sim entender porque você se sente assim. Com o tempo e a prática, vai ficando bem mais claro.

Não há nada de errado e é normal se distrair, o problema é quando você deixa esse estado interferir na sua vida e isso começa a te causar prejuízos. O importante é notar que isso está ocorrendo e voltar o seu foco ao que realmente é importante no presente.

Com a prática do Mindfulness você pode diminuir dores crônicas, pressão arterial e manter o cérebro jovem. A ciência inclusive está pesquisando sua eficácia na prevenção do Alzheimer. Que tal começar a fazer para ver os ganhos?

Livro – Atenção Plena | Midfulness: Mark Willians, Danny Penman; Rio de Janeiro: Sextante,2015. Acompanha CD de Meditação.

Livraria Nobel | Rua Ponta Grossa, 2111, Centro, Francisco Beltrão/Pr | (46) 3055-2930.

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM