Dicas Francisco Beltrão

Núcleo de Diabetes de Francisco Beltrão

18 de novembro de 2019

O Núcleo de Diabéticos, é um grupo que realiza trabalho voluntário há mais dez anos. Um trabalho lindo, silencioso e que faz a diferença para quem convive com o diabetes, participei de uma reunião e me encantei. O grupo é unido, atento ao aprendizado e disposto a compartilhar experiências. Fato que eu considero muito importante para aceitação da doença.

As reuniões são realizadas na primeira terça-feira de cada mês, a partir das 19h15, em uma sala da Escola Municipal Bom Pastor, no bairro Luther King. Em cada encontro um profissional de uma área diferente repassa orientações e esclarece dúvidas, sempre de uma maneira muito assertiva. Por exemplo nesse mês, os Psicólogos e Psicanalistas Érico e Bruno Péres Oliveira, participaram do encontro e falaram sobre a Importância da Saúde Mental para o Controle do Diabetes. Atualmente cerca de 50 pessoas participam do núcleo.

Nas atividades oferecidas ao grupo, os participantes recebem esclarecimentos sobre a doença, tratamento, orientações nutricionais e sobre exercícios físicos e orientações para que os diabeticos possam ter uma vida saudável e dentro de uma normalidade.

Com apoio da Prefeitura, através da Secretária de Saúde, o Núcleo tem foco em campanhas preventivas, despertar nas público a uma vez que a consciência de que o diabetes não é somente uma doença de adultos, já que muitas crianças são acometidas e, às vezes, a família não percebe.

O Dia Mundial do Diabetes é comemorado em 14 de novembro, assim o mês também é considerado um período de conscientização da doença crônica, que se caracteriza pelo aumento constante dos níveis de glicemia no sangue.

O Brasil tem 17 milhões de adultos (entre 20 e 79 anos) convivendo com o diabetes, o equivalente a 11,4% da população nessa faixa etária. Os dados são 9º Atlas de Diabetes, produzido pela IDF (Federação Internacional de Diabetes). Desde o último levantamento da entidade, feito em 2017, o aumento de casos no Brasil foi de 31%. Isso coloca o país na lista das dez nações que apresentaram maior elevação de casos da doença no mundo todo —estamos em quinto lugar, atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Paquistão. (https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/11/14/9)

A coordenação do Núcleo é realizada por  Mariana Viana Liz ChiapettiGeorgine Machado ZapelloGislene Titon Santos.

O Núcleo mantém uma página no Facebook, com informações, a programação mensal, dicas e muito mais.

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM