Estilo

Brechó Maria Júlia

23 de novembro de 2020

O Brechó Maria Júlia, surgiu primeiramente como um hobby para a Publicitária Luciana, que desejava vender ou trocar as roupas da sua bebê. As amigas ficaram sabendo da iniciativa, ofereceram peças das filhas para ela comercializar também e foi a partir daí que ela percebeu que existe uma nova consciência de consumo

O Brechó Maria Júlia comemorou seu primeiro aniversário em agosto. Luciana Gnoatto, a proprietária aceitou o desafio e foi em busca de conhecimento para o seu negócio. A ideia da moda sustentável e o conceito do pós consumo logo a fascinaram, ela viu oportunidade em um mercado novo. Tanto que as mães logo começaram a procurá-la para oferecer as suas roupas para venda, ela percebeu aceitação do público adulto e infantil. Foi chamada de “louca” por muitos, pois trabalhava numa instituição financeira quando percebeu esse nicho de mercado. No início o brechó funcionava em casa, com uma página no Instagram. Atualmente, está em uma sala comercial com decoração sustentável, dentro do conceito de reaproveitamento, com sentido de continuidade. São utilizados materiais como madeira de Pinus, tapetes de algodão e sisal, lustres de macramê e plantas naturais. A vitrine, sem manequins era um desejo da proprietária que expõe as peças de modo suspenso. Até as embalagens foram repensadas, a Lu usa sacola e etiquetas de papel Kraft reciclada, tudo pensando na compra de modo consciente e sustentável. O Brechó Maria Julia vende peças com excelente qualidade. Muitas delas ainda carregam a etiqueta ou foram usadas 1 ou 2 vezes. É mito que brechó só tem roupa feia, velha e cheirando a mofo. Hoje em dia brechó nenhum se sustenta nessa premissa. No Brechó Maria Júlia o cheirinho é muito bom, as peças são super bem cuidadas e agrada vários gostos e estilos.Do outro lado do balcão, Luciana imprime a sua personalidade na curadoria e oferece peças com história. Conheçe todas as suas fornecedoras, busca conhecimento para avaliar as roupas através do estado de conservação, marca e a coleção que pertenceu, depois disso faz uma pesquisa dos valores reais para chegar ao valor que pode ser praticado no Brechó. Seu princípio é não concorrer com as lojas que vendem a peça nova, assim na maioria das vezes o preço final fica em torno de 1/3 do valor da peça nova. Peças vintage tem um maior valor agregado e qualidade, o original é muito mais atrativo, do que a imitação. O valor tem que ser considerável para atrair clientes, afirma Lu. Outro diferencial do Brechó Maria Júlia é o Instagram recheado de looks com opções de como usar a peça. Ver o look completo é um diferencial. Dá para saber se agrada ou não e o que é conveniente para você.

Os brechós de uma maneira geral, não só dão um novo ciclo de vida para as roupas usadas como oferecem peças com significado e únicas. As pessoas conscientes estão aderindo à essa nova tendência, que questiona o meios de produção e ajuda a alavancar empreendimentos de mulheres. Pense nisso.

Brechó Maria Júlia |Rua Caramuru, 595, Sala 03 – centro – Pato Branco/Pr. Funcionamento: Segunda a Sexta-feira das 13h30 as 18h00. Sábado das 09h30 as 12h30. https://www.mariajuliabrecho.com/ | Instagram @brecho.mariajulia

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM