Porta Retrato

Poesia no Cotidiano

28 de maio de 2019

Fotografia | Leila Lindiana

Já não há tantos mistérios entre o céu e a terra, nossa vã filosofia mal consegue acompanhar a sucessão de mudanças. Que tal leveza aos nossos dias, poesia na vida ? O poeta vê a face do mundo, através das palavras que nascem no momento do silêncio, na procura da paz, do sossego, no amor. Pequenas doses de poesia no nosso cotidiano expressas pelo nosso caminho, são um presente ao coração, aos sentimentos.

“A poesia está em tudo,
tanto nos amores, como nos chinelos.”

Manuel Bandeira, Itinerário de Pasárgada

Palavras expressas, sentimentos que por vezes não conseguimos verbalizar, a poesia traduz. É a experiência real, testemunha do nosso dia-a-dia, a poesia a serviço de alguma causa. A poesia deixa de ser um objeto, para assumir a posição de sujeito. Assim, expressando as coisas simples da vida, instaurando a poesia no cotidiano para conservar o frescor e o brilho da simplicidade.Pequenas e felizes intervenções poéticas nas cidades e nos nossos dias, só nos faz bem. Na obra de todo o poeta está presente a cidade, como expressão do real, de um desejo de fuga, de um abraço de mãe. Cidade onde se vive, se ama e perdoa. A poesia faz parte da nossa vivência, dos nossos sonhos e de todos nossos amores. Por mais poesia nos nossos dias, cidades e corações.

Fotografia | Leila Lindiana | @leilalindiana

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM