Beleza

A Moda dos Cabelos Grisalhos

10 de junho de 2020

Priscila Ghedin Albuquerque publicou na revista Futura uma matéria sobre Cabelos Grisalhos. Confesso, esse assunto chama muito a minha atenção, para ambos os sexos, acho lindo homem de cabelos grisalhos, assim como considero uma mulher com muita atitude e segurança quando assume seus fios brancos. Conheço e admiro mulheres lindas, elas assumiram seus fios grisalhos e estão mais femininas do que nunca. Estou pensando nessa possibilidade.

Eu e a Priscila conversamos e ela contou estar deixando seus cabelos brancos cresceram, como auto conhecimento, para saber a verdadeira cor do seu cabelo, para se dar um “tempo” na tintura e finalizou dizendo que esta curtindo muito essa fase. Que ela, assim como outras mulheres que conhecemos sejam nossa inspiração. E, cá entre nós, Priscila é linda com qualquer cor de cabelo.Segue a matéria que a Priscila escreveu, com inteligência e sensibilidade.

“Em uma determinada fase da vida, conviver com os cabelos brancos é inevitável. No universo masculino, os cabelos grisalhos simbolizam charme e maturidade, mas ainda é incomum encontrar mulheres que assumem seus cabelinhos brancos, por algumas inseguranças, como: Será que esse estilo fica bem para mim? Será que vou aparentar mais idade? Será que as pessoas vão pensar que estou desleixada?

Essa escolha demanda muita coragem, inúmeras mulheres que acolhem seus fios brancos enfrentam preconceito dos chamados “haters” – quem não respeita essa decisão e manifesta opiniões contrárias sobre sua aparência. Nesse momento é importante selecionar as críticas e considerar somente a participação de pessoas que realmente importam em sua vida.

Para colocar essa ideia em prática é preciso paciência, pois cabelo em fase de mudança sempre incomoda. Existem muitos grupos de apoio no Facebook para mulheres que compartilham a experiência de deixar fluir seus cabelos grisalhos.

O spray L’Oréal Colorista confere um efeito grisalho (resultado acinzentado) nos fios escuros, deixando a cor mais homogênea e uniforme durante a jornada de transição.

A atriz Meryl Streep despertou a tendência silver (prateada) em 2006, com o filme “The Devil Wears Prada”. A personagem Miranda Priestly, elegante e determinada, conquistou muitas seguidoras de cabelos naturalmente brancos.

Atualmente a onda “Gray Hair” (cabelo cinza) está tão forte que existem diversas influencers nesse segmento. Elas postam nas redes sociais a contagem regressiva do processo, através de fotos e depoimentos, assim, os cabelos passam a contar sua própria história, chegando no período da colheita – aceitação, realização e elogios. Algumas “ícones gray” aliam essa temática polêmica e vanguardista a uma abordagem sobre a libertação dos padrões conferidos às mulheres, estimulando as pessoas a repensar seus conceitos.

Para atender a esse público, alguns hair stylists estão realizando a “coloração inversa”, reproduzindo os grisalhos em toda a extensão do cabelo, para que não seja necessário esperar a raiz crescer.

“Sinto-me feliz ao ver a sabedoria do tempo retratada em minha imagem no espelho”, afirma Regina Restelli, que realiza atendimentos on-line pelo site Personare – Do autoconhecimento ao bem-viver – para eliminar insatisfações, medos e pensamentos que sabotam realizações pessoais. Ela renunciou ao que chama de “ilusão ditadora”, assumindo os cabelos brancos que possui desde jovem, libertando-se da “dependência química da tintura”. Quando pequena, Regina adorava os cabelos cor de prata de seu pai, assim, tornou-se defensora desta tonalidade capilar.

A psicóloga Luisa Akstein explica que os cabelos simbolizam força interior. Eles falam de liberdade, vitalidade, criatividade e sedução. Pintar os cabelos pode ser agradável e divertido, mas quando se torna somente uma obrigação, uma luta quinzenal para encobri-los, pode ser interessante refletir sobre o assunto. Que tal trocar a adequação social pelo encontro com a satisfação pessoal, pelo amadurecimento com dignidade, saúde e felicidade?Cada vez mais, mulheres reconhecem a sua idade e entendem que podem estar bem em todas as fases, afinal, todas vivemos diferentes momentos, e beleza é essência, é sentir-se inteira, conectada e segura com a sua realidade, aceitando os ciclos da vida.

Priscila Ghedin Albuquerque é fotógrafa, colunista cultural da Revista Futura. Trabalha com ensaios fotográficos, produções de moda, maquiagem, edição de vídeo e marketing digital. Ministra palestras motivacionais para o público feminino.

Conheça seu trabalho através do instagram: @prighedin | Imagens pessoais na página: @mrsghedindealbuquerque

Imagens | @anagrisalhando (35 anos) | @freshbeautystudio Nikol Johnson Sanchez | Gray hair transformation by @jackmartincolorist | @jens_going_gray.zy Jennifer Lee | @thesilverlining_70 Luisa Dunn (49 anos) | @michele_torres | @roxmod Roxanne Gould | @manon_crespi

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM