Francisco Beltrão Lugares

Entardecer

26 de junho de 2018

Entardecer no Parque Alvorada | Fotografia: Leila Lindiana

É aquele momento em que o sol se oculta no horizonte na direção oeste e, nos dá presságios que a noite esta por vir. Chamam-no de pôr do sol,  sol-pôr, anoitecer, entardecer ou ocaso. É o momento do retorno para casa, das caminhada, dos reencontros e início de novas jornadas.

O entardecer-se depois da jornada tem alguns pesos doídos, levamos vínculos dos que conhecemos, sonhos sonhados e a certeza que sim, temos que seguir…

O entardecer-se tem plano de sonhos pra sonhar sem saber quando realizar, sem conhecer os personagens que interferirão nos rumos novos ou nos descaminhos. Mas, ainda sim, a certeza de tentar!

O entardecer-se traz o anoitecer, quando tudo parece sombra ou talvez vulto. Há um agridoce aroma de lembranças no ar, alguns ou muitas delas desfiamos num rosário de ausências ou de planos negados e, nos resta conformar!

O entardecer-se traz a madrugada as vezes fria, nela encontra a mente absorta e pensativa no ciclo das horas sem fim. Imensas horas que preparam a alvorada da vida, dos novos ciclos, do transformar-se, do abrir espaços ao novo – sem remorsos ou ressentimentos mas, com a intenção e reverência do renovar-se. Por isso, e assim… acreditar!

A vida é tudo isso, e mais, todos os tempos num só momento. Tempo de espera, tolerância, observação, do silêncio com sabedoria, em que nos vemos como agentes de nós mesmos no destino que nós fabricamos. Concordam ?

Minha preferência é a vida! Memorize só isso. Qual é a sua ?

Fotografia: Leila Lindiana Schroeder | 46 9 9974 1626 | Facebook aqui | Instagram: @leilalindiana

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM