Dicas

Hummmmm, Tem Um Mau Cheiro no Ar

6 de agosto de 2020

A Taís Antunes Pinto, Consultora de Imagem e Estilo aborda um tema delicado, porém muito presente: os odores ruins. Aquele que muitos sentem e não sabem que o tem. Ela dá dicas de como abordar a pessoa com cheiro desagrádavel e avisá-la.

“Às vezes seu inimigo esta embaixo do braço e você nem sabe.

O famoso “cheiro de cecê”, “cheiro de suvaco”, “cheiro de asa”, “catinga”, “futum”, “fedentina”, seja como for, cheirar mau faz com que as oportunidades desapareçam. Independente das graduações, diplomas, prêmios, títulos ou posição social; o mau odor te deleta.

A gente se pergunta como pode a pessoa não sentir o próprio cheiro? Não cérebro não perceber o cheiro do próprio corpo, aos poucos nosso olfato vai se acostumando com o nosso cheiro, de forma que não sente mais o nosso “fedorzinho”.

E quando isso acontece com pessoas próximas da gente? Como fazer? Falo? Não falo? É difícil dizer para uma pessoa que ela cheira mau, mas acredite falar de uma forma discreta em particular ainda é o melhor comportamento nesses casos, chame seu colega para uma conversa particular e fale a verdade, essa é uma atitude honesta. Fazer piada e fofoca sobre essa situação demonstra falta caráter,falta de empatia e de educação.

Precisamos estar atentas principalmente porque isso começa a acontecer na puberdade. Alertar os nossos filhos sobre higiene pessoal e desodorante/antitranspirante, garante qualidade de vida e evita situações vergonhosas.

O corpo humano é o lar de milhões de bactérias inofensivas que ajudam a defesa natural da pele. Estes microrganismos sobrevivem e crescem em ambientes úmidos e ricos em nutrientes, assim como a região das axilas.

Desta maneira, o odor corporal ocorre porque as bactérias se alimentam do suor e o metabolizam, produzindo subprodutos que têm um cheiro forte muito característico, como vinagre, queijo ou cebola. Portanto, o mau odor corporal é causado pelas excreções das bactérias que se alimentam do suor. Este é um processo totalmente natural, mas que pode de trazer problemas de convívio.

Como controlar o mau odor nas axilas | A bromidrose, é muito desconfortável, porém se algumas atitudes simples forem tomadas durante o dia a dia é possível controlá-la. Para se ver livre do desconforto é importante adotar alguns hábitos como:

Não se descuide da higiene pessoal. Seque bem a pele depois do banho, especialmente a pele das axilas e entre os dedos dos pés. Se necessário, use um secador de cabelo numa temperatura morna para eliminar os resquícios de umidade que possam favorecer a proliferação de micro-organismos;

Dê preferência aos sabonetes antissépticos e aos desodorantes antiperspirantes;

Troque de roupas todos os dias. Atualmente, existem produtos que ajudam a eliminar os odores durante a lavagem;

Evite as roupas de tecido sintético, especialmente as meias. Sempre que possível, escolha roupas de puro algodão;

Deixe os sapatos em lugares ventilados enquanto estão fora de uso;

Prefira os calçados abertos e fabricados com matérias-primas naturais aos fechados e produzidos com material sintético;

Fuja da automedicação. Consulte um dermatologista para orientar o tratamento, se o odor da transpiração está se tornando inconveniente.

Fonte: Gazeta do Povo | Blog: Dr. Dráuzio Varela | Site: rexona.com | Imagens: Pinterest.

 

Taís Antunes Pinto | Consultora de Imagem, Estilo e Comportamento.

Bacharel em Gestão de Finanças, pós graduada em Gestão de Marketing pela Unipar. Formada em Fotografia, Consultoria de Imagem, Estilo e Negócios de Moda, idealizadora do Projeto Mulheres Extraordinárias. Uma trajetória com mais de 18 anos de carreira no setor financeiro e recursos humanos em renomadas instituições, Centro Harpa Educacional,  Moto Honda da Amazônia, Dalba Engenharia, Sebrae, Associação Comercial do Paraná, Câmara de Dirigentes Lojistas.

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM