Palavresca

O que é Felicidade?

30 de novembro de 2020

Por Franciele Schmitz| Psicóloga

“Da invenção da roda à clonagem humana, apenas uma coisa se manteve durante esse tempo todo: a busca por uma vida melhor. Será que seria exagero afirmar que a busca pela felicidade é a grande impulsionadora a conduzir os humanos em sua trajetória pelo mundo?

Para uns felicidade é encontrar um parceiro, ver os filhos crescerem com saúde; para outros, é trocar de carro, comprar uma casa ou ganhar muito dinheiro; para outros ainda é conhecer lugares pouco habitados, ser reconhecido profissionalmente. Mas afinal, o que é felicidade pra você?

A ideia de felicidade, que nasce de uma premissa intrínseca, vê o próprio indivíduo como sua fonte, conferindo a cada um, a tarefa de trabalhar a si mesmo de forma a conquistar uma vida feliz. Assim, o conceito é amplo e envolve experiências emocionais agradáveis, baixos níveis de humores negativos e alta satisfação em relação à vida. O que te faz feliz ou infeliz está diretamente relacionado à importância que você dá aos seus pensamentos em relação ao que acontece na sua vida, não ao que de fato acontece. Difícil conquistar abundância, prosperidade e paz de espírito se os pensamentos estão constantemente associados à crítica, julgamento e reclamação.

A seguir alguns hábitos que podem tornar seus dias mais felizes:

  1. Perdoe seus fracassos e seja grato pelas conquistas | Nem sempre nossos dias são inundados de coisas boas, mas não há nada de errado nisso. Precisamos aprender com os fracassos, não ficarmos nos culpando pelo que aconteceu de errado e sermos resilientes. Devemos ser gratos pelas coisas que vivemos. Que tal anotar pelo menos 3 coisas boas que aconteceram no dia, que podem ser simples como ler alguma frase reflexiva ou receber um sorriso despretensioso? O importante é começar e treinar a mente para perceber as coisas positivas que a vida nos oferece.
  2. Pratique alguma atividade física | Quando praticamos esporte nosso cérebro secreta endorfina, que mitiga a dor e gera prazer. Atividade física, que pode ser uma caminhada de 30 minutos por dia gera sim felicidade.
  3. Aprenda a meditar | Meditação combate o estresse. A prática regular nos ajuda a enfrentar melhor as armadilhas da vida, superar as crises e sermos mais nós mesmos diante de qualquer adversidade. Você pode baixar um aplicativo específico, inspirar e expirar ou ainda fixar seu olhar num determinado ponto e ouvir sua voz interna, não importa como, mas simplesmente faça.
  4. Realize alguma coisa aleatória e seja gentil com alguém | Todos os dias podemos encontrar novas possibilidades e oportunidades para nos reconhecermos em uma nova atividade profissional ou na busca de um novo hobby. O que eu gosto e faço? O que eu gosto e ainda não faço para tornar os meus dias mais leves? Quanto me custa dar um bom dia e um sorriso para alguém? Tem coisas que não têm preço e fazem um bem danado pra gente.
  5. Avalie o que realmente é importante pra você e seja resiliente| Importar é levar para dentro de si. Quanto mais você sabe o que quer, mais seu cérebro trabalha pra te ajudar a conquistar. Por outro lado, resiliência é a capacidade que temos de enfrentar as circunstâncias adversas e nos recuperarmos, saindo ainda mais fortalecidos da situação. O que realmente é importante pra você? Qual é teu propósito de vida?

Então, já que o momento é de reflexão, coloca na sua lista de prioridades esses pequenos hábitos e lembre-se sempre, emoção positiva funciona como previsão de saúde e longevidade. Que tal iniciar hoje?

Franciele Schmitz | CRP 12/16481 | Franciele é psicóloga graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina desde 2005.

  • Especialista em Gestão empresarial com ênfase em pessoas.
  • Possui formação em Psicoterapia psicanalítica breve e é discente em Psicologia positiva.
  • Ao longo destes anos de trabalho, atuou nas políticas públicas e nas áreas organizacional e saúde.
Todas as suas experiências lhe deram a oportunidade de conviver com sujeitos únicos, histórias incríveis e observar diferentes maneiras de viver a vida. Essa foi a principal motivação para aprofundar seus conhecimentos nas questões individuais de cada pessoa.

É com essa experiência que atua como consultora organizacional, desenvolve líderes e realiza atendimentos individuais no consultório.

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM