Pandemia ou Sindemia!?

Texto | André Luiz Molina

“Nos últimos meses o assunto mais debatido no mundo é o CORONAVIRUS, sem dúvida algo que vem mexendo com a vida de milhares de pessoas, e nos faz questionar muitas outras coisas que já acontece a um bom tempo, acompanhem a matéria para entender melhor o que estou falando.

Em setembro de 2020 a revista cientifica “The Lancet” publicou um artigo, onde fala que o Covid-19 não é uma pandemia e sim, uma sindemia, ai você deve estar se perguntando o que é SINDEMIA? Pois bem, as sindemias são caracterizadas por interações biológicas e sociais entre condições e estados, interações que aumentam a suscetibilidade de uma pessoa a prejudicar ou piorar seus resultados de saúde, em outras palavras, a sindemia é uma junção de problemas de saúde e sociais que agravam ainda mais com a vinda de um novo vírus, no caso o covid. Pessoas com hipertensão, obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, respiratórias crônicas e câncer tendem a aumentar o risco frente ao coronavirus.

Sabemos que já existe uma pandemia dessas doenças citadas, chamadas de DNTs (doenças não transmissíveis, com a vinda desse novo vírus as pessoas com essas comorbidades têm a aumentar o risco de morte, acendendo mais uma vez a luz do alerta para os cuidados com a saúde.

Um questionamento surge, será que somente uma vacina para esse vírus é a solução dos nossos problemas? Provável que não, a questão é muito mais complexa, a prioridade dos governos e das pessoas de uma forma geral, deveria ser a promoção da saúde, investir em manter um corpo saudável, livre de doenças que podem ser evitadas, fortalecendo o sistema imunológico e criando uma cultura sustentável entre alimentação, exercício físico e cuidados sanitários, isso seria algo básico para se viver melhor.

Em um mundo perfeito, onde não tivesse tantas desigualdades sociais, a meu ver, seria mais ou menos assim. As pessoas aprenderiam desde cedo o autocontrole da mente, para assim ter uma alimentação equilibrada e evitar o sedentarismo. A pratica de um exercício físico para algumas pessoas pode ser um tedio, mas se você entende o quanto isso faz bem, isso se torna natural.

Hipertensão, obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, respiratórias, câncer e outras tantas, podem ser minimizadas com a receita mais básica do mundo, exercício físico e alimentação equilibrada. Mas ao mesmo tempo que isso é básico, também se torna complexo com o fato da dificuldade das pessoas de mudar os hábitos, fazendo obstáculos se tornarem problemas e o nosso maior sabotador é nossa mente.

Esse novo tempo que estamos vivendo não mudara tão cedo, e quem pode ser o promotor dessa mudança é você, temos que mudar de dentro para fora e não esperar o contrário.

Pense nisso”…

Artigo The Lancet | https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)32000-6/fulltext

 

André Molina | CREF 010593-G/PR | www.mundosaude.club | @mundosaude.club

(Visitada 7 vezes, 1 visitas hoje)