Dicas

Meta 2018 – CORRER – Do Fortalecimento à Corrida

5 de fevereiro de 2018

Hoje, André Molina – Educador Físico nos explica o Passo 2 para você que deseja se tornar um corredor, a leitura é didática e esclarecedora.

Do Fortalecimento à Corrida 

Eis que você já está dando as primeiras corridinhas, alternando caminhada e corrida, evite nesse momento tentar acompanhar alguém que já corra a mais tempo que você, pois está pessoa pode ter um ritmo de corrida muito forte para acompanhar, procure sim ter companhia para corrida, mas que está tenha um ritmo parecido com o seu, pelo menos nas primeiras semanas. Nesse momento tem que ter paciência, pode ser que não consiga correr por muito tempo, por isso da necessidade de alternar com caminhada, faça poucos minutos no início, de 20 a 30 minutos no máximo, podendo caminhar 2 minutos e correr 1. Respeite seu corpo, caso não esteja se sentindo bem, não force, é melhor correr menos, mas bem, do que exigir muito do corpo e se lesionar. Dores musculares podem aparecer, isso é normal em qualquer exercício físico que faça, o que não pode são dores articulares, preste atenção nisso, caso apareça vá investigar melhor o que pode estar acontecendo.

A rotina de treino é outro fator importantíssimo para atingirmos nosso objetivo de se tornar um atleta de corrida. Não tem como você melhorar seus índices correndo somente uma ou duas vezes por semana, em questões de saúde até pode melhorar, mas pensando que você quer melhorar seu tempo e resistência, tem que correr no mínimo três vezes na semana.

Ter uma companhia ou um grupo para correr é fator importante, pois isto ajudara a motivar ainda mais o seu treino. Aqui em Francisco Beltrão podemos citar um grupo bastante conhecido o ABAA – Associação Beltronense de Atletas Amadores, este grupo tem por finalidade estimular a pratica do exercício físico como forma de saúde, não somente na corrida, mas também em outras modalidades esportivas. A ABAA (aqui) tem seu foco principal a corrida de rua, é uma associação sem fins lucrativos, os sócios fazem uma contribuição anual de cem reais, sendo que esse valor se reverte em eventos durante o ano todo para os associados participarem, como a corrida do trabalhador e subsidia parte do transporte para eventos fora da cidade.

Participar de um grupo é uma ótima forma de interagir com outras pessoas que tem o mesmo objetivo que o seu, fomentando assim a sua permanência nesta modalidade e estilo de vida. Muitas pessoas desistem após o início de uma pratica esportiva justamente por não ter uma companhia, por isso dá importância de ter um grupo, não precisa ser um grupo grande, pode ter no mínimo três pessoas, porque assim, se um do grupo falta ao treino, ainda restam duas pessoas.

A principal dica aqui é tenha parceiros nas suas corridas diárias, e caso não tenha, não faça disso uma desculpa para não ir treinar!

 

 

André Molina | CREF 010593-G/PR | instagram.com/molina_personal

 

 

 

Aqui, o depoimento da Maria Carolina que encontrou na Corrida uma grande paixão, que ela seja sua incentivadora para esse processo, seu Coach é Clémerson Neis (@coach.neis), Profissional da Educação Física, que atua exclusivamente nessa área:

“Sempre visualizava aquelas pessoas nos parques de nossa cidade andando com o corpo suado com um sorriso e uma expressão de gozo.

Em outubro de 2017 senti algo dentro de meu coração, lembrei-me de uma linda amiga que tive o prazer de estar próxima a ela por algum tempo, ela me motivou a experimentar a corrida. Na época ela falou “vamos comigo correr na rua” eu fui e fiquei esbaforida (sem ar) mas fui. Nesse dia lembro que fiz 5km caminhando e correndo. Porem senti algumas dores e acabei parando para trata-las. De volta a vontade de sair correndo bateu… Desta vez eu não imaginava o que era sair correndo. Sair correndo foi libertador, as corridas fazem, em nós um prazer inigualável que contagia você pode não correr, mas ao ver o outro você se sentira impulsionado e ter a vibração do seu sangue bombeando e sempre querendo mais.

Pensei: “quero correr também” e assim iniciei. Através de um contato conheci o meu personal/coach de corrida. Então hoje comecei a saga. Após uma avaliação comecei os treinos com caminhadas, pequenos tempos de corrida, fortalecimento muscular, que é fundamental. E aqui estamos, fazendo nossas próprias historias de corredores da vida real!”

Maria Carolina complementa sua paixão pela corrida:

“Em uma tarde qualquer eu vi pessoas como guepardos, via curvas e músculos em um olhar tão profundo e concentrado em uma paisagem invejosa. O suor descia da testa e caminhava ao peito, não parecia fadigar apenas ter prazer e velocidade precisa. Para tal forma tão maravilhosa, tamanha técnica das suas pernas e seus músculos sincronizados ao seu braço e seu peito inclinado, o olhar firme como um guepardo fixo em seu alvo, focada na linha de chegada, na sua chegada! A força para a corrida vem de dentro, como talvez uma fuga para alcançar o que se está lá adiante da montanha talvez uma medalha, um pódio, ou uma conquista de chegar ao fim de uma jornada esmagadora. Algo mesmo que você criou, o seu pódio, sua realização, sua conquista.”

Comentar via facebook

Comentário(s)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM